segunda-feira, 23 de abril de 2007

Desmarcando certas cartas: dia do índio

É sabido que mês de abril tem 1 dia dedicado ao índio. É costume ver as crianças, ricas ou pobres, pretas brancas ou vermelhas, pintadas de índio - são caracterizadas de índio por seus professores (professoras) e vão pra casa assim.

O papel do Carta Desmarcada nessa data (um pouco atrasado, eu sei; mas é que to sem net e sem computador) é o de passar a bola pra você, que acompanha aqui lendo e postando na seção de comentário.

O jogo é o seguinte
Na TV e nos jornais, saiu muito pouco sobre o índio. Cabe a você deixar aqui a sua contribuição à respeito de Quem é esse índio? qual é a história desse dia? Como anda o povo indígena atualmente? Existe alguma questão contemporânea que vive o índio e que precisa ser desmarcada?

Mão na massa. Eu também vou postar algumas coisas na seção de (longos) comentários.

3 comentários:

=** disse...

A cada tia que passa fico mais admirada!

Ortegal disse...

Na Bolívia o Dia do Índio é todo dia.

De origem ameríndia, da etnia aymará, descende Evo Morales Ayma, o atual presidente da Bolívia em exercício desde janeiro do ano passado.
É o primeiro indígena a ser eleito presidente na Bolívia (chuto que na América Latina como um todo), trazendo, enfim, um mínimo de representatividade para a população indígena boliviana - maioria no país.

Pra gente ver a diferença entre um dia índio no Brasil e um na Bolívia.

ortegal disse...

Índios x Aracruz

Com iniciativas da década da ditadura militar, a Aracruz Celulose se instalou em terras capixabas para produzir para o país e exportar. Fazendo dinheiro às custas de 40000 hectares de terras expropriadas de índios e de quilombolas (resistência negra ainda da época da escravatura), dos quais foram recuperados cerca de 11000ha em 2005. Hoje em dia a briga ainda é ferrenha. Mata-se e morre-se por terras no ES. Essa é, sem dúvida, uma das maiores questões indígenas da atualidade.
A Aracruz é praticamente líder mundial na extração de celulose de eucalipto, porém, além do que já foi citado em termos de roubos de terra, essa empresa ainda responde a crimes na Justiça Federal, no Ministério Público, responde criminalmente por desviar dois rios da localidade e causar impactos ambientais irreversíveis, entre outras ações que geraram impactos em MG, ES, BA e RS.
Os safados ainda juntaram grandes capitalistas de força na região e espalharam cinicamente outdoors com mensagens como “A Aracruz trouxe o progresso. A Funai, os índios.”
..Como diz o grupo de rap SNJ “Na escola não aprendemos nada disso, a professora não explicava nem o que era genocídio”.

 
Free counter and web stats